3 técnicas para acabar com a disfunção erétil psicológica

Disfunção erétil psicológica

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a disfunção erétil masculina pode ser definida como a incapacidade de alcançar ou manter uma ereção satisfatória durante o ato sexual.

Esse problema afeta milhões de pessoas em todo o mundo, muitas vezes silenciosamente, visto que por vergonha o homem acaba não externalizando a sua dificuldade de ereção.

As 11 Leis Para Conquistar uma Mulher ..... DOWNLOAD GRÁTIS!

Em muitos casos, o indivíduo esconde o problema até mesmo da parceira. Nesse caso, acaba colocando a culpa nela, evita o sexo ou até mesmo termina o relacionamento.

Os impactos da disfunção erétil são diversos, incluindo:

·         Baixa autoestima;

·         Desmotivação;

·         Irritabilidade;

·         Dificuldade com relacionamentos;

·         Problemas conjugais;

·         Afastamento social.

Ao contrário do que grande parte da população pensa, as causas nem sempre são orgânicas.

E nesse artigo escrito pelo bacharel em psicologia Adriano Moura, você aprenderá 3 técnicas importantes para tratar a impotência masculina psicogênica.

Leia também: Como fazer uma mulher ter orgasmos múltiplos

Quais as causas orgânicas da disfunção erétil

Disfunção erétil orgânica

Em primeiro lugar, saiba quais os problemas físicos podem provocar a dificuldade de ereção.

·         Doenças coronárias;

·         Diabetes;

·         Colesterol alto;

·         Pressão alta;

·         Obesidade;

·         Doenças (renais, hepáticas, pulmonares);

·         Distúrbios hormonais;

·         Consumo de drogas;

·         Esclerose múltipla;

·         Quimioterapia;

·         Câncer de próstata.

Além disso, alguns psicofármacos como antidepressivos, antipsicóticos e ansiolíticos podem desenvolver um quadro de disfunção erétil.

Fonte: Urologista Dr. Charles Rosenblatt

Fatores para evitar a disfunção erétil orgânica

Se a ereção ocorre normalmente em outras situações fora do sexo com a parceira, por exemplo, durante a masturbação… É provável que a sua impotência não tenha nenhum fator físico envolvido.

Por outro lado, caso identifique alguma causa fisiológica, é importante antes de tudo buscar a ajuda profissional de um médico…

Em todo caso, alguns fatores contribuem para a melhoria na ereção:

  • Evitar o consumo de álcool ou tabaco;
  • Ter uma dieta nutritiva;
  • Manter os níveis regulares de açúcar no sangue;
  • Manter os bons níveis de colesterol;
  • Consumir alimentos vasodilatadores (beterraba, melancia);
  • Dieta nutritiva em magnésio e zinco.

A atividade física juntamente com uma dieta equilibrada sem dúvida promove melhorias significativas na sua vida sexual como um todo, sobretudo na qualidade da ereção.

A impotência masculina psicogênica

Impotência sexual psicológico

A disfunção erétil também pode ser de ordem psicológica, ou seja, não há nada de errado em termos orgânicos… Nesse caso, os principais fatores são:

·         Ansiedade;

·         Depressão;

·         Stress;

·         Quadros psicóticos.

Outro fator muito comum da disfunção erétil psicogênica é a falta de libido do homem, muitas vezes devido ao pouco interesse sexual pela parceira.

Nesse caso, não é questão de culpa-la, e sim de buscarem juntos soluções através do diálogo.

Leia também: 7 dicas para ter ereções fortes e duradouras

Os fatores psicológicos da disfunção erétil

A disfunção erétil de causa psicológica é muito comum, sobretudo em homens jovens.

E muitas vezes esses indivíduos acabam recorrendo desnecessariamente a medicamentos para tratar o problema de ordem orgânica, nesse caso não trabalham na raiz do problema.

Saiba que, os principais fatores para desencadear a impotência sexual psicogênica são:

Elevado nível de stress

Problemas comuns do dia a dia impactam na qualidade da ereção, por exemplo:

  • Stress;
  • Preocupação;
  • Excesso de trabalho;
  • Dívidas;
  • Conflitos conjugais.

Em primeiro lugar, o stress aumenta os níveis de cortisol no organismo, sendo que, esse hormônio é um diminuidor da testosterona no organismo… E uma vez sabendo que a testosterona está intimamente ligada a libido masculina.

Pode-se afirmar que o aumento do stress é inversamente proporcional ao nível de ereção.

Em segundo lugar, o excesso de preocupação no trabalho, dívidas ou conflitos conjugais diminuem a concentração masculina na hora da ereção.

Assim sendo, se quer ter boas ereções, é melhor procurar relaxar para controlar o seu stress.

Ansiedade por desempenho

Outro fator muito relevante na disfunção erétil psicogênica é a ansiedade por desempenho.

Devido a uma sociedade machista que coloca a identidade masculina como forte, potente e viril… O homem sofre uma pressão social de sempre ter excelente desempenho sexual, popularmente:

“Dar conta do recado”.

Somente de pensar na possibilidade de falhar, já é o suficiente para que o homem desenvolva um elevado nível de ansiedade… Devido a isso, não consegue ter concentração o suficiente para manter o pênis ereto.

3 técnicas para tratar a disfunção erétil psicológica

Técnicas disfunção erétil

Existem 3 técnicas psicológicas muito eficazes para tratar o problema da disfunção erétil, no caso da causa ser por um fator psicogênico.

1. Questionamento de pensamentos

Os pensamentos disfuncionais são responsáveis pela disfunção erétil na maioria das vezes, por isso saber coordená-los é uma estratégia assertiva para evitar a disfunção erétil psicológica.

Assim sendo, sempre que pensamentos começarem a ocupar a sua mente, imediatamente inicie um processo de questioná-los, dessa forma o seu nível de autoconfiança naturalmente aumentará e consequentemente a ereção.

Por exemplo:

“E se eu brochar e ela começar a achar graça”

_ Saiba que, isso pode acontecer com qualquer homem e uma mulher madura saberá lidar com o problema.

“E se ela nunca mais quiser me ver”

_ Aí será um problema dela, perder um cara interessante, por uma coisa tão insignificante quanto ficar nervoso na hora do sexo.

O mindset para prevenir a disfunção erétil psicológica:

Antes de tudo, tenha em mente que não precisa provar para uma mulher que é um macho viril…

Você é um bom homem, gosta de sexo, mas ficar nervoso é coisa do ser humano. E se isso acontecer, pessoas maduras devem saber lidar com o problema.

Brochar é apenas algo criado na sociedade para envergonhar o homem. Falhar na hora H é normal de acontecer, inclusive grandes Alphas já passaram por isso.

E se ela não quiser mais te ver, o problema é dela, estará perdendo uma pessoa interessante por besteira.

Sempre faça os pensamentos trabalharem a seu favor, encontre argumentos para minimizar a importância de não alcançar a ereção na hora do sexo.

2. Técnica de mindfulness

Devido ao nervosismo, o homem normalmente perde a concentração nos estímulos sensoriais:

  • Visão;
  • Audição;
  • Olfato;
  • Sinestésico.

Em outras palavras, o homem quando está muito nervoso se desconcentra e não percebe fatores excitantes como:

  • Uma lingerie sensual;
  • As curvas sexy da parceira;
  • O cheiro feminino;
  • Palavras picantes que a mulher está dizendo;
  • A respiração na hora do sexo;
  • O toque da mulher;
  • A temperatura quente da pele dela.

Por isso, através do mindfulness, que é uma técnica focada na atenção plena, é possível retomar a concentração nos estímulos sensoriais.

Uma vez que os estímulos são responsáveis por desenvolver a libido, concentrar-se neles naturalmente promove a ereção.

Além disso, através do mindfulness você diminui o fluxo de pensamentos disfuncionais que geram ansiedade… Assim, com a mente mais relaxada automaticamente você começa a criar imagens mentais e fantasias sexuais com aquela mulher.

Para aplicar a técnica de mindfulness, basta fazer o seguinte:

Mindfulness na disfunção erétil

Não pense em absolutamente em nada, apenas deixe os estímulos sensoriais automaticamente trabalharem.

E sempre que algum pensamento invadir a sua mente, esqueça o fato de brochar ou qualquer outra coisa, volte a se concentrar nos estímulos.

Comece a simplesmente focar nos estímulos sensoriais:

  • No corpo da mulher;
  • Na respiração ofegante dela;
  • Na textura da sua pele;
  • No quanto ela está sexy na lingerie.

Faça isso até que naturalmente a ereção aconteça.. Lembre-se, a única coisa que você precisa fazer é focar nos estímulos sensoriais.

Leia também: Como aplicar a técnica de Mindfulness de maneira simples e prática

3. Masturbação e a disfunção erétil

Na verdade, não se trata de uma técnica, mas de uma atitude que pode salvar as suas ereções.

Masturbar-se frequentemente, sobretudo através da pornografia é bastante nocivo para a ereção…. Isso porque está acostumando a sua mente com imagens, fantasias e estimulações poderosas, bem diferentes da normalidade do sexo natural.

Por isso, evite ao máximo o uso de pornografia, procure trabalhar no vício da masturbação, sobretudo se está com dificuldades de manter uma ereção.

Leia também: Como se livrar do vício da masturbação e da pornografia

Conclusão

A disfunção erétil tem cura, é apenas um problema passageiro que poderá ser totalmente contornado, salvo em casos de patologias sexualmente incapacitantes.

Por isso, coloque em prática as dicas do artigo…

Entretanto, saiba que esse conteúdo não substitui a importância de buscar um psicólogo ou médico especialista em disfunção erétil, pois assim poderá ser assistido por um profissional que estará o direcionando para o melhor tratamento possível.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Seção 2 – Distúrbios Endócrinos e Metabólicos Capítulo 9 – Distúrbios Adrenais. Disponível em <http://www.msdlatinamerica.com/profissionais_da_saude/manual_merck/secao_02/secao_02_009.html>. Acesso em 10 Abr 2020.

Associação Psiquiátrica Americana (APA). (2002) Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. 4. ed. – Revista (DSM-IV-TR). Porto Alegre: Artmed, [2000].  

Rodrigues, O. M. (2008). Avaliação de depressão em amostra de pacientes com queixas sexuais por meio do Inventário Beck de Depressão (BDI). Terapia Sexual,XI(1),105-119. 

SPECTOR, I. P.; CAREY, M. P. Incidence and prevalence of the sexual dysfunctions: a critical review of the litterature. Archives of Sexual Behavior, v .19, p. 389-408, 1990.  

Leave a Reply

» EBOOK: As 11 Leis Para Conquistar Mulheres

x