Como se livrar do vício da masturbação e parar de assistir pornografia

Como se livrar do vício da masturbação e parar de assistir pornografia
março 11, 2019 Adriano Moura

vício-da-masturbação

Antes de começar a leitura do artigo, aproveite para baixar o eBook grátis do Homem Alpha. CLIQUE AQUI e faça o download agora.

Descubra neste artigo como se livrar do vício da masturbação e saiba quais os efeitos maléficos da pornografia na sua vida

Se você está na busca para se livrar do vício da masturbação, provavelmente tem consciência sobre o quanto a pornografia pode ser maléfica na sua vida. E você não é o único. Saiba que eu também fui um viciado por anos em assistir filmes pornográficos.

Devido ao desconhecimento dos efeitos colaterais do vício, não imaginava que estivesse prejudicando a minha própria vida e sabotando relacionamentos.

Mas para que a percepção do problema aparecesse, levou tempo. Porque os danos causados pelo consumo de pornografia são poucos divulgados, visto que o pornô movimenta bilhões por ano. Mas, lendo este artigo, você entenderá porque deve parar de bater aquela punhetinha urgentemente.

Neurociência: Por que a masturbação assistindo pornografia é tão maléfica para o cérebro

Existe um neurotransmissor, ou hormônio, como conhecemos popularmente, que se chama dopamina, que está envolvida em todos os vícios, como : jogos, drogas, açúcar e a masturbação.

“Quando a dopamina é liberada em grandes quantidades, cria sentimentos de prazer e recompensa, o que motiva a repetição de um comportamento específico” Healthline

E a dopamina pode ser devastadora, porque nosso cérebro descarrega uma quantidade considerável desse neurotransmissor, agindo no sistema de recompensas.

Isso desperta a sensação de prazer, levando-nos à constante de espera pela recompensa. Quando se chega a este ponto, a falta de dopamina provoca de ansiedade à depressão.

Dessa forma, determinadas atividades despertam uma quantidade excessiva de dopamina, como a masturbação, por exemplo.

Mas o problema não é a dopamina em si, que faz parte de nosso sistema corporal. O vício gira em torno do desequilíbrio mental gerado pela descarga excessiva desse neurotransmissor. O que, em pouco tempo, leva a um ciclo, cada vez mais intenso, de busca de estímulos para liberar a mesma quantidade sempre. E que a todo momento deve ser reforçada.

Por isso, quem é viciado em drogas tende a elevar, cada vez mais, o nível de consumo. Com a ingestão frequente de estimulantes, a quantidade inicial não supre mais as necessidades do usuário, que aumentará frequentemente a quantidade do entorpecente consumindo, visando a manutenção das sensações causadas pelo disparo de dopamina no organismo. Processo que é similar ao vício em pornografia.

Lembre-se de quando começou. Primeiramente com vídeos eróticos (softcore), o que acaba sendo suficiente apenas em um primeiro momento para suprir suas necessidades. Porque logo precisará buscar, cada vez mais, variações de vídeos, com posições e modalidades sexuais diferentes.

Isso ocorrerá, até chegar ao ponto de abrir várias janelas no navegador do computador, assistindo várias cenas ao mesmo tempo, adiantando sempre para os momentos mais quentes.

E, quando se chega a esse ponto, é sinal de que seu cérebro precisa de estimulação mais poderosa para você sentir prazer, quando se aprofundam os efeitos maléficos do vídeo pornográfico: o sexo convencional, ou seja, entre dois seres humanos, perde a capacidade estimulante perante “a diversidade” de opções oferecidas pelos sites pornográficos.

Como se não fossem suficientes, além dos fatores psicológicos, há um impacto corporal (físico) sobre os usuários de sites pornô.

A pressão exercida no pênis pela vagina é bem menor que a da mão, que também produz uma quantidade mais intensa de movimentos que no ato sexual. Ou seja, a estimulação do órgão sexual é bem menor no sexo do que na masturbação acompanhada de conteúdo pornográfico.

Se o problema ainda não ficou claro para você, ele se resume à perda de capacidade de liberar dopamina quando você transa. Com isso, terá pouco ou nenhum prazer durante o ato sexual.

Isso ocorre porque, devido a um comportamento cerebral, chamado plasticidade neuronal, seu cérebro passou a necessitar de variações de imagens cada vez mais fortes para estimular a liberação de dopamina.

Logo, a masturbação diminui o seu ímpeto de busca do sexo real, bloqueando inclusive sua necessidade de interagir com mulheres, o que as leva a se sentirem menos interessadas em você.

Confira alguns dos malefícios do vício em masturbação assistindo pornografia

– Diminuição do ímpeto de busca por interações sociais;

– Baixa autoestima;

– Dependência cada vez maior do ato masturbatório;

– Perda da sensibilidade peniana;

– Compulsão sexual;

– Sentimento de culpa;

– Confusão de opção sexual;

– Objetificação das mulheres;

– Tendência a ser abusivo nas relações sexuais;

– Disfunção erétil;

– Ejaculação precoce;

– Perda da vontade de fazer sexo convencional;

– Diminuição nos níveis de testosterona;

– Compulsividade;

– Ansiedade;

– Acaba com o seu namoro ou casamento.

Como se percebe, os malefícios citados são mais do que o suficientes para que você considere a exclusão imediata da pornografia de sua vida, de uma vez por todas.

OUTROS ARTIGOS INTERESSANTES:

# Como fazer uma mulher gozar rápido

# Os 7 gatilhos da atração sexual

# Como fazer uma mulher feliz através do sexo

Como se livrar do vício da masturbação

Você não conseguirá parar do dia para a noite, mas pode iniciar processo de diminuição, até que pare completamente. Confira algumas dicas:

1. Busque informações sobre os bastidores dos filmes pornôs

Pesquise e irá descobrir como a pornografia gera sofrimento na vida das atrizes, como a exploração sexual é recorrente e saberá também dos altos índices de suicídio.

Essas descobertas serão importantes porque o mundo da pornografia está longe de ser tão prazeroso quanto parece. Saber dos fatos sinistros que acompanham o cotidiano dos atores e atrizes te deixará incomodado todas as vezes que assistir pornô.

Isso tudo sem contar os inúmeros vídeos amadores distribuídos em sites de pornografia sem o consentimento da mulher, chamados de pornografia de vingança, que têm apenas como finalidade a exposição das garotas em público.

Isso causa grande sofrimento à vítima e a toda sua família. E quando se utiliza desses sites, contribui-se ativamente para esta indústria, o que certamente você não deseja.

2. Comece a colocar limites no seu vício em masturbação

Se assiste pornô todos os dias, comece a alternar entre dia sim e dia não. Depois, passe a se masturbar poucas vezes por semana, até que consiga parar totalmente.

3. Lembre-se dos malefícios da masturbação

Quando a vontade for muito forte, lembre-se deste artigo. E se for possível, deixe-o salvo na sua área de trabalho. Assim, o prazer dividirá espaço com a consciência de todo mal que você está fazendo a si mesmo.

4. Procure se masturbar pensando em uma mulher

Imagine-se fazendo sexo de maneira convencional, e não como em filmes pornôs. No início será mais difícil, pois o seu cérebro vai desejar a estimulação forte a qual está acostumado.

No entanto, concentre-se e insista em ter pensamentos de um ato sexual normal. Assim, você reeducará seu cérebro a se estimular dentro da normalidade. O que, é claro, irá demandar tempo e força de vontade.

5. Procure mulheres ao invés de se masturbar

Saia para conhecer pessoas. Interaja bastante e quanto mais cedo e mais vezes você fazer sexo com uma mulher, dentro da normalidade, mais rapidamente seu cérebro redescobrirá a ter prazer de forma convencional.

E tenha certeza que, ao se manter um mês longe de masturbação e da pornografia, você passará a sentir alguns efeitos positivos, como:

– Aumento da autoestima;

– Aumento da libido;

– Impulso para sair e conhecer mulheres;

– Melhor desempenho sexual;

– Mais prazer no sexo convencional;

– Controle emocional;

– Melhoria nas habilidades sociais.

“Muitas pessoas sofrem de dependência de masturbação, mas muitas vezes não reconhecem que têm um problema. O primeiro passo para adotar esse hábito é aceitar que existe um problema, depois de fazer esforços deliberados para contê-lo” Addiction Resource

Então, agora é começar a sua jornada para vencer o vício em masturbação e ficar longe da pornografia. Pode ter certeza que a sua vida mudará completamente, da mesma forma que a minha mudou. Eu posso afirmar isso porque já cheguei a me masturbar todos os dias assistindo pornô.

E se você gostou da maneira que o Homem Alpha aborda os assuntos masculinos, não deixe de baixar o e-book grátis que disponibilizamos para você aqui no site.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.