Psicoterapia: 5 tipos de tratamentos psicológicos

Psicoterapia

Nesse artigo você aprenderá quais são os 5 tipos de psicoterapia e como escolher o tratamento psicológico ideal para você.

Saiba que, a psicologia avançou ao longo dos anos e atualmente dispõe de diversas linhas de psicoterapia para todo tipo de demanda psíquica.

As 11 Leis Para Conquistar uma Mulher ..... DOWNLOAD GRÁTIS!

Assim sendo, apesar das vantagens de ter várias opções, dúvidas também podem surgir em relação a qual o tipo de linha psicológica escolher. E acima de tudo, a maioria das pessoas por falta de informação não consegue diferenciar em meio a tantos tipos de tratamentos.

O que é psicoterapia?

É um tratamento psicológico com foco na resolução de problemas de comportamento, neuropsicológicos ou psicopatológicos.

Em primeiro lugar, o psicoterapeuta fará uma avaliação psicológica e ao longo do tratamento fornecerá as orientações e ferramentas necessárias para o remissão ou eliminação dos sintomas.

Quais os campos da saúde mental abrangidos pela psicologia

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Transtorno do pânico;
  • Fobia social;
  • Timidez;
  • Esquizofrenia;
  • Irritabilidade;
  • Impulsividade;
  • Tristeza;
  • Desmotivação;
  • Dificuldades acadêmicas e cognitivas;
  • Doenças neurológicas (Alzheimer, Parkinson);
  • Problemas de relacionamento amoroso.

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre Psicologia Online

Qual é melhor, psicólogo ou psiquiatra

Fazer esta pergunta é o mesmo que perguntar qual o melhor profissional, o piloto do avião ou o controlador de voo. Na verdade, o avião precisa de ambos para decolar, não há o mais ou menos importante, ou seja, se o trabalho de um deles não funcionar bem as coisas certamente vão ficar ruins.

Na psicologia é a mesma coisa, psicólogo e psiquiatra trabalham de formas diferentes, mas ambos se completam.

Enquanto o psiquiatra trabalha na causa física indicando a medicação, o psicólogo aborda as questões psíquicas. Além disso, é importante saber que problemas psicológicos podem envolver tanto questões da mente, quanto da parte biológica do cérebro.

Dessa maneira, o mais indicado em muitos casos é a combinação entre medicação (psiquiatra), com a psicoterapia (psicólogo).

Quais são os 5 principais tipos de psicoterapia

Tratamentos psicológicos

Agora que você já sabe a importância da psicoterapia na sua vida, confira as 5 principais linhas psicológicas cientificamente comprovadas.

1. Terapia Cognitivo-comportamental

Trata-se de uma psicoterapia breve, estruturada com o foco na identificação e modificação das suas crenças disfuncionais. Foi fundamentada pelo psicólogo Aaron Beck, inicialmente criada para tratar a depressão.

O seu princípio teórico é o de que os pensamentos sobre si mesmo, o mundo e o futuro mediam nosso comportamento.

Em suma, os traumas, educação dos pais e frustrações desenvolveram ao longo da vida crenças disfuncionais. Por sua vez estas crenças criam pensamentos negativos que influenciam na sua maneira de agir.

O psicólogo cognitivo caminha no sentido de ensinar o paciente a aumentar o seu repertório cognitivo para questionar as suas crenças disfuncionais.

Leia também: Os 5 Neurotransmissores da felicidade

2. Gestalt terapia

Essa psicoterapia criada por Fritz Perls na Alemanha, parte do princípio de que nosso comportamento é mediado por nossa perspectiva sobre as coisas.

Logo, as pessoas se comportam diferente porque possuem perspectivas diferentes sobre a mesma situação. É o chamado “O copo está meio cheio, ou meio vazio?”.

3. Análise do Comportamento (Behaviorismo)

Muito comum no Brasil, esta psicoterapia criada por BF Skinner tem como principio básico as influências ambientais no comportamento do sujeito.

Segundo esta teoria psicológica, as nuances ambientais (cidade, ambiente familiar, escola, contexto histórico) modulam o comportamento da pessoa.

É a psicologia do reforçamento. Basicamente, se fizermos algo e formos reforçados positivamente temos a tendência de repetir o mesmo comportamento.

Por outro lado, se o reforço for negativo, a tendência é evitarmos repetir tal comportamento.

Por exemplo: A mulher preparou um jantar especial para o marido.

Reforço negativo:

“Ele reclamou que estava salgado e a ofendeu”

Seguindo o Behaviorismo, a tendência é que com o tempo, a mulher perca a vontade de cozinhar para o marido.

Reforço positivo

“Ele a elogiou e comprou um presente como forma de agradecimento”.

Cozinhar para o marido passará a ser uma tarefa prazerosa para a mulher.

É uma psicoterapia que entra em controvérsia com muitas outras linhas psicológicas, uma vez que consideram demasiadamente simplista desconsiderar a autonomia do sujeito no desenvolvimento dos seus pensamentos e comportamentos.

Leia também: 3 dicas para controlar as explosões de raiva

4. Existencial humanista

Esta linha psicológica fundamentada por Carl Rogers, foca na vontade individual, crescimento pessoal e autorealização.

Partindo do principio da escolha individual. De fato, é uma base da psicologia que caminha no sentido contrário ao Behaviorismo explicado anteriormente.

5. Psicanálise

Com toda a certeza, é mais popular entre as psicoterapias. Criada pelo polêmico Sigmund Freud, que revolucionou a psicologia em um século marcado por tabus referente a sexualidade humana.

A base da psicanálise é a fala livre, sem qualquer estruturação ou influência por parte do psicólogo no que o paciente irá dizer.

O sentido é que tudo quer dizer algo, e além disso, através da própria fala o paciente é capaz de junto ao psicoterapeuta elaborar as suas questões conflituosas.

Leia também: Técnicas psicológicas para controlar a ansiedade

Qual psicoterapia escolher?

Não há uma psicoterapia melhor ou pior, e sim aquela que você se adequará mais rápido. Além disso, o rapport com o psicólogo também será de suma importância para a eficácia do tratamento.

Portanto, em cada psicoterapia há uma gama de técnicas e estratégias terapêuticas.

Na psicanálise por exemplo, a técnica é a fala livre com a mínima intervenção do psicanalista.

Por outro lado, na Cognitivo-comportamental já há grande intervenção do psicoterapeuta ensinando para o seu paciente técnicas de relaxamento e passando tarefas de casa.

Como escolher o melhor psicoterapeuta

O ideal é você conversar antes com o psicoterapeuta, entender como funcionará as sessões.

Então terá informações suficientes para escolher aquela linha psicológica, logo terá maiores chances de que o tratamento atenda as suas demandas.

Em todo caso, não fique preso a uma abordagem psicológica ou a um psicoterapeuta. Nesse sentido, somente você poderá saber o quanto o tratamento está sendo eficaz, e acima de tudo identificar a hora certa de buscar uma outra opção.

Conclusão

Espero que este artigo tenha sido esclarecedor, e que agora você tenha mais informações para escolher a psicoterapia com maiores chances de te ajudar a resolver as suas questões conflituosas.

Em última análise, saiba que o psicólogo tem um papel importante na sua saúde mental e qualidade de vida. Portanto, a psicologia evoluiu nas suas técnicas científicas, e hoje tem toda a base para promover no sujeito um desenvolvimento psíquico.

Então, o próximo passo é tomar a decisão certa e começar a caminhar de encontro a liberdade individual, saúde mental e desenvolvimento pessoal.

Deixe seu comentário

» EBOOK: As 11 Leis Para Conquistar Mulheres

x