O que é paixão e quais são os seus efeitos colaterais

paixão e seus efeitos colaterais

Você sabe o que é paixão? Esta é uma dúvida comum e poucos são os que sabem a resposta, explicarei neste artigo o que significa, qual o poder que ela exerce em um indivíduo e principalmente quais os efeitos colaterais sentidos por aquele que está acometido por este sentimento de forma desenfreada.

1. O que é paixão?

Paixão é um poderoso sentimento que desencadeia reações psicobiológicas no indivíduo.

As 11 Leis Para Conquistar uma Mulher ..... DOWNLOAD GRÁTIS!

Trata-se de uma necessidade desmedida de se obter o objeto de desejo, que pode ser uma pessoa, Hobby, animal, atividade, etc. Em outras palavras, o apaixonado passa a nutrir uma relação muito próxima ao vício e como consequência quase sempre perde-se a capacidade de pensar de maneira lógica.

Por isso é comum a pessoa apaixonada não conseguir enxergar os defeitos do outro, inclusive fazendo coisas absurdas como cometer crimes, aceitar vários tipos de violência e até mesmo perder a sua individualidade. Nesse sentido, após apagar-se a chama da paixão passa a enxergar o quanto estava cego, como resultado é comum essa paixão patológica dar lugar a sentimentos como mágoa e ódio.

De acordo com Allen Gomes (2004), a paixão pode ser definida como um turbilhão de emoções com um considerável investimento de afeto, tempo e energia por parte do apaixonado.

Nesse sentido, quando o investimento não é igualmente recíproco, ocorre um desequilíbrio que coloca o apaixonado em uma condição de desigualdade sentimental, ficando vulnerável a manipulação, submissão e até mesmo escravidão emocional. Então, normalmente essa pessoa buscará de todas as maneiras conquistar o seu objeto de desejo para acabar com o sofrimento resultante da sua falta, o que pode se tornar patológico.

2. Quais os efeitos biopsicossociais da paixão

A paixão desencadeia uma série de reações psicológicas, biológicas e sociais no indivíduo. Desse modo, por estar envolvida nas esferas mais relevantes do bem estar humano, acaba sendo algo extremamente prazeroso, mas igualmente também possui um potencial emocionalmente devastador.

Paixão psicológica

Em primeiro lugar quando apaixonado normalmente sente-se aumento da autoestima, além de redução da ansiedade, stress, frustração e desânimo. Muitas vezes a pessoa está desmotivada e triste, então quando se apaixona muda completamente o seu estado emocional, sobretudo quando está próximo do seu objeto de amor.

Paixão biológica

Quando nos apaixonamos, há um aumento significativo da disponibilidade de alguns neurotransmissores no cérebro.

Entre os principais estão a dopamina que se relaciona ao sistema de recompensa do cérebro, a serotonina em que a sua ausência está relacionada ao aumento de solidão, e também a ocitocina que é importante para o sentimento de vínculo humano.

Paixão social

Estar em grupo evolutivamente foi fundamental para a sobrevivência da espécie humana, nesse sentido desenvolvemos uma necessidade de estar incluso em algo.

A paixão desperta um sentimento de pertencimento, de estar sendo amado e desejado por alguém, em outras palavras, passamos a acreditar que não estamos sozinho no mundo. Por isso não ser correspondido no amor pode levar a pessoa a um desconfortável sentimento de solidão.

Em síntese, a paixão possui mecanismos poderosos e por isso está tão presente na vida de quase todo indivíduo.

Quais os efeitos colaterais da paixão

Uma pessoa apaixonada perde a sua capacidade de raciocínio lógico e todas as suas ações são inconscientes e baseadas nas emoções, a falta do objeto de desejo provoca no apaixonado sensações como impotência, necessidade, rejeição e abandono.

Aquele que está dominado pela paixão age sem pensar nas consequências, de uma maneira impulsiva que quase sempre resulta em erros que acabam afastando aquilo que se deseja, provocando ainda mais dor e sofrimento.

A paixão é um sentimento bom ou ruim?

De maneira alguma a paixão é ruim, apenas é um sentimento forte, que se instala em uma pessoa e ganha cada vez mais força. Apaixonar-se é necessário, desde que consiga domar a paixão e jamais permitir que ela domine os seus pensamentos e seja a senhora das suas ações.

A paixão correspondida causa sentimentos incomparáveis de prazer, satisfação, fascínio e realização.

Qual a diferença entre amor e paixão?

É comum as pessoas ter dúvidas em relação a diferença entre amor e paixão. Será que são mesmo coisas diferentes? Confira a seguir a comparação entre ambos.

Paixão:

A paixão é um sentimento devastador, poderoso, gerado a partir da admiração, desejo e necessidade. O apaixonado faz uma avaliação superficial e prematura do seu objeto de desejo, onde muitas vezes a idealização de um indivíduo que atende a todas as expectativas é equivocada e provoca futuras frustrações.

Amor:

O amor é um vínculo emocional com uma pessoa, é o querer bem, o sentimento de ser feliz ao fazer alguém feliz.

O amor é um sentimento enraizado, insubstituível, compreensivo entre duas pessoas imperfeitas que se tornam perfeitas na companhia uma da outra.

A paixão, apesar de ser poderosa é finita e pode se esgotar ao longo do tempo, o amor é um sentimento inesgotável e que pode ser fortalecido a cada dia.

Considerações finais sobre a paixão

  • Geralmente as pessoas se apaixonam por aqueles em que acreditam ser superiores.
  • Uma maneira de gerar paixão em uma pessoa é fazer ela acreditar que não está no controle da situação.
  • A paixão nasce da necessidade, o apaixonado necessita de algo que existe no seu objeto de desejo.
  • No jogo da paixão, vencem aqueles que possuem maior imunidade emocional.
  • Nem sempre aquilo que nos faz bem pode provocar a paixão.
  • Nem sempre aquilo que nos faz mal pode evitar a paixão.
  • A paixão é um sentimento inconsciente, por isso dificilmente podemos controlar.
  • Podemos controlar a paixão, mas eliminá-la é um processo muitas vezes lento e doloroso.
  • A paixão quando é controlada é um sentimento fantástico e fundamental para a existência humana.

Em suma, a paixão pode ser boa ou ruim de acordo com a sua intensidade. Pode-se comparar com uma fogueira, se conseguir controlá-la poderá te aquecer, mas se deixar que perca o controle poderá se tornar um incêndio difícil de ser controlado.

Assim sendo, apaixone-se com moderação. Aprenda a vigiar os seus sentimentos, e acima de tudo tenha autocontrole para não deixar que algo prazeroso acabe se tornando nocivo para a sua saúde mental.

8 Comments

  1. Denise Fernandes 14 de janeiro de 2019
  2. Manderson 21 de junho de 2013
    • Leandro 5 de dezembro de 2019
  3. ANDRÉ 20 de maio de 2013
  4. Adriano Moura 20 de março de 2013
  5. Rafael M. 19 de março de 2013
  6. Adriano Moura 18 de março de 2013
  7. Um Alpha com duvidas 15 de março de 2013

Leave a Reply

» EBOOK: As 11 Leis Para Conquistar Mulheres

x